Cultura

Apesar das grandes diferenças políticas e culturais, o contato entre chineses, brasileiros e hispânicos já conta com uma longa tradição.Desde o início do Século XIX, agricultores chineses de chá já atravessavam os vastos oceanos para chegar ao Brasil. Eles estabeleceram uma sólida amizade com o povo local, marcando o início dos contatos amistosos entre as civilizações.

A China tem uma influência na Cultura brasileira e vice versa desde a arquitetura - como exemplo a Igreja Nossa Senhora do Ó, em Sabará (MG), construída em 1717, uma das mais representativas do barroco mineiro, possui influência chinesa em sua arquitetura externa e na decoração interna.

Um grande número de autores brasileiros foram traduzidos para chinês. Entre as obras de maior sucesso estão "os Sertões", de Euclides da Cunha; " A Escrava Isaura", de Bernardo Guimarães; "A Trilogia de Ilusão Desvanecida" e "Dom Casmurro", de Machado de Assis; "Vidas Secas" de Graciliano Ramos; "Incidente em Antares", de Érico Veríssimo; "O Silêncio da Confissão", de Joseu Montello; e "Norte das Águas", de José Sarney. Jorge Amado é o escritor brasileiro mais conhecido na China, com 13 obras publicadas em mandarim.

O Observatorio da China vê na Cultura o ponto de partida para qualquer entendimento entre as Nações onde temos o objetivo de interagir de forma inovadora e contínua na aproximação cultural intensiva entre Brasil e China com uma ampla plataforma de comunicação e meios que correspondam aos desafios de hoje e do futuro.

Clipping

Ops! Não existe nenhum cadastro até o momento.